Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2019 / Faceal informa quais são os quatro institutos disponíveis para os participantes ativos do Plano CD, em caso de desligamento do Patrocinador

Faceal informa quais são os quatro institutos disponíveis para os participantes ativos do Plano CD, em caso de desligamento do Patrocinador

Acessar


Acessar


Acessar


Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2019 / Faceal informa quais são os quatro institutos disponíveis para os participantes ativos do Plano CD, em caso de desligamento do Patrocinador
por comunicacao publicado 26/03/2019 10h15, última modificação 26/03/2019 11h30

 

A Diretoria Executiva da FACEAL tem realizado apresentações aos participantes ativos do Plano CD visando orientá-los quanto às decisões que devem tomar no caso de aderirem a um Processo de Demissão Voluntária (PDV). Nessas apresentações, uma pergunta sempre recorrente é a seguinte:

 “Trabalhei por mais de 15 anos na mesma empresa, onde tinha um plano de previdência fechada. Fui demitido (ou aderi a um PDV). Qual o melhor caminho para mim?”

O participante da FACEAL, em tal situação, deve escolher um dentre quatro caminhos, aos quais chamamos de institutos: 1) resgatar o dinheiro; 2) aderir ao Benefício Proporcional Diferido (BPD); 3) optar pelo autopatrocínio; 4) fazer uma portabilidade.

O planejamento para a aposentadoria, considerando a participação em um plano de previdência complementar, é uma excelente estratégia. Adicionalmente, é um planejamento de longo prazo. Logo, a premissa básica é preservar pelo maior tempo possível o valor acumulado que poderá gerar a renda almejada para viver uma aposentadoria longeva. E ainda mais quando a empresa (patrocinadora do plano) deposita quantia adicional.

ORIENTAÇÕES PARA AUXILIAR A DECISÃO:

 

RESGATE: A opção de resgatar de uma única vez o valor acumulado deve ser bem avaliada porque poderá trazer impactos indesejados, como perda de benefícios tributários, sucessórios e da renda na aposentadoria.

BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO: A opção pelo BPD permite que a pessoa permaneça no plano após o seu desligamento da patrocinadora, preservando, assim, as vantagens obtidas ao longo do tempo, mesmo sem fazer novos aportes, e continuar aguardando o momento da aposentadoria para começar a receber o benefício. Nesta opção é cobrado mensalmente o custeio administrativo, que representa 0,084% da reserva matemática do participante (Ex: O participante que tem uma reserva de R$ 100.000,00 vai pagar R$ 84,00/mês, valor que será abatido diretamente de sua reserva).

AUTOPATROCÍNIO: A opção pelo autopatrocínio permite que o participante continue aportando recurso ao seu plano de aposentadoria após o seu desligamento da patrocinadora, enquanto aguarda o momento da aposentadoria para começar a receber o benefício.

PORTABILIDADE: A opção pela portabilidade dos recursos de um plano de previdência complementar fechada para um plano de previdência complementar aberta não mais possibilita o resgate dos recursos, sendo obrigatório optar por uma modalidade de renda vitalícia ou renda mensal por prazo determinado. (Recomendamos a leitura atenta do regulamento da entidade receptora dos recursos, que deverá ser bem entendido). Esta é uma condição de ordem legal, conforme artigo 14, inciso II, da lei complementar 109/2001. No caso de o participante escolher esta opção, alertamos para não optar pela renda vitalícia, pois em caso de falecimento do participante, todo o dinheiro ficará para a instituição financeira​.

 

Mais detalhes das opções possíveis deverão ser obtidos na área de atendimento da FACEAL.