Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2017 / Plano BD superavitário é raridade entre os fundos de pensão do Brasil

Plano BD superavitário é raridade entre os fundos de pensão do Brasil

Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2017 / Plano BD superavitário é raridade entre os fundos de pensão do Brasil
por comunicacao publicado 11/04/2017 16h24, última modificação 11/04/2017 17h05

Desde 2008 que o Plano de Benefício Definido da Faceal está fechado para novas adesões e atualmente, é superavitário, algo raro entre os fundos de pensão do Brasil, segundo afirmou o secretário adjunto de Políticas Públicas de Previdência Complementar, do Ministério da Fazenda, José Edson da Cunha Júnior. “Isso traz um conforto muito grande diante de um cenário econômico não muito bom, e a gente fica muito feliz em ver a situação patrimonial do plano da Faceal”, ressaltou.

Para ele, é confortante constatar que uma entidade que administra um Plano BD com premissas atuariais absolutamente aderentes ao passivo atuarial, e ainda assim conseguir apresentar um superávit.

Em 2011, por decisão do Conselho Deliberativo da Faceal, amparado em Parecer Atuarial de Viabilidade, face à Situação Atuarial do Plano e com base em constituição dos Fundos Previdenciais, a reserva do plano foi utilizada para a redução total das contribuições correspondentes ao patrocinador, assistido e participante, exceto em relação à sobrecarga destinada ao custeio das despesas administrativas, que passou a ser custeada pelo retorno dos investimentos. A partir de 2015, foram suspensas definitivamente as contribuições correspondentes ao patrocinador, assistido e participante.

Para José Edson, a importância de participar de um plano na modalidade Benefício Definido que apresenta um superávit técnico, apesar do atual cenário econômico e político brasileiro, é de absoluta tranquilidade. “É você saber que tem um plano cujos passivos e ativos estão bem precificados, e quando se confronta os valores do ativo e passivo e encontra um excedente, isso traz uma tranquilidade para o futuro do participante, pois mesmo que ele não seja destinado agora, a grande benesse disso é ter uma tranquilidade de que no futuro, a Faceal terá recursos para honrar os compromissos com os participantes”, enfatizou o secretário adjunto.

De acordo com ele, quando um Plano de Benefícios Definido apresenta um superávit técnico 40 anos depois, nessa fase da economia brasileira, é um sinal de que uma ótima gestão vem sendo feita na Faceal.

Atualmente o Plano BD tem 15 participantes ativos, um autopatrocinado, 298 assistidos e 199 beneficiários de pensão.