Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2010 / 1° bimestre / Pronto para uma nova etapa da vida

Pronto para uma nova etapa da vida

Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2010 / 1° bimestre / Pronto para uma nova etapa da vida
por selma.santos publicado 23/06/2016 04h21, última modificação 17/02/2010 12h40

Sombra, boa música, leitura e água fresca. É assim que está sendo a nova fase da vida do recém-aposentado da Faceal, Hilton Melo, desde que aderiu ao Plano de Desligamento Incentivado (PDI) da Ceal. Após atuar como engenheiro da Companhia por 34 anos e construir uma vida voltada ao trabalho e a família, agora, ele aproveita o tempo para se dedicar aos seus hobbies: ler bons livros, conversar com os amigos, ouvir música de qualidade e aproveitar o aconchego familiar.
Sua história com a Faceal vem de longa data. Ele acompanhou a assembleia de criação da Fundação e desde essa época já acreditava no potencial da entidade em garantir um futuro com mais segurança e tranquilidade após sua aposentadoria. Não foi à toa que ele já participou ativamente da entidade como um de seus conselheiros eleitos. De acordo com Hilton, que recebeu em janeiro a primeira complementação, “a Faceal não é uma boa, mas uma ótima opção para garantir a tranquilidade no futuro, uma vez que o benefício da Previdência Social não é suficiente para manter o padrão de vida adquirido ao longo dos tempos”, enfatiza ele, lembrando que escolheu manter sua reserva matemática administrada pela Fundação por acreditar que ela tem a competência necessária para garantir sua tranquilidade.
Para os que estão em plena atividade, Hilton Melo dá um conselho: “não deixem de aderir ao Plano da Faceal e de ser um de seus participantes, pois, no futuro, após toda a luta, é ela que vai assegurar o seu padrão de vida”. Dono de uma conversa agradável e descontraída, casado e pai de quatro filhos, o recém-aposentado usa sabiamente um trecho de um soneto do poeta chileno e ganhador do premio Nobel de Literatura Pablo Neruda, do livro 100 Sonetos de Amor, sobre a vida: “Hoje é o hoje com o peso de todo tempo ido, com as asas de tudo que será amanhã, hoje é o Sul do mar, a velha idade da água e a composição de um novo dia”.