Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2005 / 1º Trimestre / Planejamento Estratégico 2005-2007

Planejamento Estratégico 2005-2007

Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / 2005 / 1º Trimestre / Planejamento Estratégico 2005-2007
por Manuela — publicado 23/06/2016 04h20, última modificação 09/03/2005 00h00
Diretoria Executiva traça metas de trabalho para a Fundação

As ações e metas previstas no Planejamento Estratégico 2005-2007, documento revisto e atualizado em um seminário no dia 8 de março, no Hotel Enseada, com a presença dos conselheiros deliberativos e fiscais, diretores e colaboradores, já estão sendo colocadas em prática na Faceal, que este ano concentrará esforços no controle interno e governança corporativa, buscando alinhar a gestão no que diz respeito a valores, transparência e responsabilidade social.

Para o presidente João Nobre, o Planejamento Estratégico é um documento muito bem construído e será determinante para o futuro da Fundação. “Trata-se de uma peça norteadora de atividades que se desdobrará em metas e planos de ação com colaboradores responsáveis e prazos a cumprir”, destaca o presidente (ver entrevista nas páginas 4 e 5).

A nova diretoria da Fundação, que assumiu no dia 6 de dezembro de 2004, tem compartilhado com conselheiros e colaboradores todas as discussões e propostas da instituição. Dentro desse novo conceito administrativo foi aprovado, de forma coletiva e democrática, o Planejamento Estratégico 2005-2007, no seminário do Hotel Enseada, que teve como facilitador o consultor Aldo Novaes, da GPE.

 Novos rumos

Os novos diretores e conselheiros da Faceal têm se reunido freqüentemente. Logo que assumiram, em dezembro, houve um encontro de integração e troca de informações na sede da Fundação. No dia 22 do mesmo mês participaram do workshop “Novos Rumos da Faceal”, realizado na Escola Fazendária, em Jacarecica, com exposição de Antônio Carlos, Artur José Serrano, João Berchmans e Myriland Santos Silva sobre a estrutura funcional, investimentos e ações da Fundação.

Em janeiro, nos dias 12 e 13, conselheiros e diretores participaram de um segundo workshop, desta vez com o consultor Nathan Batista, da RiskOffice. Ainda no mês de janeiro, nos dias 25, 26 e 31, estiveram reunidos com os gestores dos recursos da Fundação (Fator, Mercatto e Sul América) para conhecer e acompanhar a Política de Investimentos.

O último encontro no primeiro trimestre do ano entre diretores e conselheiros foi no dia 22 de março, na sede da Fundação, com a presença de um consultor da RiskOffice, que fez a apresentação da Análise da Carteira de Investimento.

Todos esses encontros de trabalho foram realizados sem custos financeiros para a instituição.